Resistência

20 de Agosto 2018

22h00

Praça dos Pescadores, Albufeira

Um concerto com produção e agenciamente ALG Eventos. 

Resistência é sinónimo de história, de orgulho e de grandes canções. Este coletivo, por onde passaram e continuam a passar alguns dos maiores nomes da música portuguesa das últimas décadas, assinalou recentemente o seu vigésimo quinto aniversário, com três grandes concertos onde passaram em revista o seu legado levando consigo até ao palco alguns convidados especiais e amigos que prolongarão no presente uma viagem feita de entrega à nossa língua e às nossas canções.

 O coletivo formado por Alexandre Frazão (bateria), Fernando Cunha (voz e guitarra 12 cordas)  Fernando Júdice (baixo), José Salgueiro (percussões), Mário Delgado (guitarra), Miguel Ângelo (voz), Pedro Joia (guitarra clássica), Olavo Bilac (voz) e Tim (voz e guitarra) tem um enorme gosto em estar nos palcos, como escreveu Pedro Ayres no texto que acompanhava a edição do DVD com o registo do concerto do álbum Horizonte, de 2015, voltar a fazer “a apologia da canção de autores portugueses da música eléctrica e dos concertos cantados pela comunidade do público”. Só assim, aliás, faz sentido celebrar.

 Sempre voltando a canções que são verdadeiros hinos geracionais como “Não Sou o Único”, “Nasce Selvagem”, “A Noite” ou “Amanhã é Sempre Longe Demais”, a Resistência reencontrará assim parte do seu mais celebrado e aplaudido reportório, aquele que se faz da sua particular forma de abordar os grandes temas de míticas formações como Xutos & Pontapés, Delfins, Sitiados, Rádio Macau ou Heróis do Mar e Jorge Palma.

 A Resistência colecionou grandes marcos e memórias muito ricas nesta jornada de 25 anos, incluindo a edição muito recente do CD e DVD Ao Vivo em Lisboa e, em janeiro último, a sua histórica passagem pelo reaberto Bataclan de Paris, num concerto que esgotou vários dias antes e que marcou o encontro dos portugueses com quem têm na nossa língua uma ligação muito forte de identidade. Foi assim em outubro em Lisboa e Guimarães, e em Dezembro, em Portimão, e será assim igualmente, quando a Resistência entoar mais canções de amor e de paz, de união e de sonho junto de um público que há 25 anos os acompanha de perto.

 

 

 

Galeria de Imagens

Voltar

Newsletter
Subscreva a nossa Newsletter e fique a par de todas as novidades!